Young Woman Photographer With Backpack Taking Pictures With SLR Camera At Sunset On The Winter Beach.

Cinco dicas para fotógrafos iniciantes: Como desenvolver o seu talento e fazer um bom trabalho

Para ser um bom fotógrafo é necessário começar. Por isso, ser iniciante é uma etapa que todos os grandes fotógrafos profissionais viveram. A partir de leituras e conversas com fotógrafos de diferentes setores, resolvemos compartilhar as principais dicas em comum para acelerar o desenvolvimento do seu talento. O essencial é tirar um tempo praticar e estudar bastante o próprio equipamento e a história da fotografia. Informação faz toda a diferença.

Veja nossas recomendações baseadas nas opiniões de fotógrafos profissionais:

1 – O MELHOR EQUIPAMENTO DE FOTOGRAFIA É O SEU

O melhor equipamento é o que você tem mais afinidade e habilidade. Não adianta comprar a câmera mais cara do mercado, se você não conhece bem todos os recursos e usabilidades dela. O resultado final ficará bem abaixo do esperado. Por isso, para começar, é necessário avaliar o quanto você tem disponível para investir, conversar com profissionais de diferentes lojas, buscar informações na internet e, principalmente, testar o equipamento antes de comprar. Leia o manual e entende todos os modos de sua câmera. Comece com uma câmera e uma boa mochila para transportá-la com segurança. Depois, comece a investir em outros equipamentos de acordo com as necessidades e dificuldades que você encontrar pelo caminho. As câmeras das marcas Canon e Nikon ainda lideram o mercado, mantendo-se como as “queridinhas” dos fotógrafos, mas alguns modelos da Fuji e da Sony estão conquistando seu espaço com equipamentos de qualidade e preços competitivos. Faça uma pesquisa e escolha o modelo que vai atender suas aspirações.

2 – OBSERVE A LUZ

A palavra fotografia significa “escrita da luz”, em grego. Por isso, antes de fazer qualquer registro com a câmera procure cenários com luz. Um bom fotógrafo tem o hábito de observar o movimento e intensidade da luz em todas as circunstâncias, especialmente a luz natural. O primeiro ponto é avaliar a intensidade e distância da luz em relação ao objeto que deseja fotografar. Luzes mais fortes e diretas geram sombras mais fortes e contrastadas e marcadas, como a luz do sol ao meio-dia. As luzes mais difusas criam uma textura mais homogênea e suave, como quando a luz do sol entra por uma janela e passa por uma cortina.

Em alguns casos, é possível criar efeitos de iluminação utilizando refletores, flashes ao fundo e até mesmo rebatedores. Para obter a luz adequada é preciso analisar as condições locais e saber utilizar os acessórios corretos.

3 – COMPOSIÇÃO BÁSICA: REGRA DOS TERÇOS

A regra dos terços é a teoria mais utilizada na hora de compor uma imagem. Divida uma imagem em duas linhas horizontais e duas linhas verticais, em que os quatro pontos de interseção dessas quatro linhas são os pontos onde os nossos olhos têm maior atenção. A dica é posicionar os elementos mais importantes da sua imagem em um desses cantos. Essas linhas ajudam a dar mais harmonia e equilibrar a composição. Por exemplo, no caso de retratos, posicione em um desses cantos um dos olhos ou o sorriso da pessoa fotografada.

 

4 – ENTRE PARA UM CLUBE DE FOTOGRAFIA

Quase todas as cidades possuem um clube de fotografia. Além de fazer amizades, os clubes organizam passeios, exposições e concursos que ajudam você a testar e praticar o seu olhar. A ideia dos clubes é reunir apaixonados por fotografias para trocarem experiências e fazerem parcerias. Um indica o outro. Outra forma bem simples de aprender é procurar grupos ou comunidades de fotógrafos no Facebook.

Aproveite a oportunidade para fazer networking.  A Confederação Brasileira de Fotografia compartilha uma lista oficial com os principais em cada Estado. Veja aqui.

 

5 – EDITE SUAS FOTOGRAFIAS

Além de ter uma câmera, é necessário ter um bom editor de fotografia instalado no seu computador. O Adobe Photoshop e o Lightroom são os mais conhecidos. Escolha o que você tem mais afinidade, estude e domine os recursos desse editor. Uma foto profissional sempre passa por ajustes finais de iluminação, cores e textura para ficar com uma aparência melhor. A ideia desses ajustes não é alterar objetos da imagem, mas otimizar detalhes e a qualidade do resultado final.

Se você quiser revelar suas fotos ou criar materiais diferenciados, conte com as soluções de imagens da Happy Color. Podemos ajudar você a apresentar melhor o resultado final do seu trabalho e encantar ainda mais seus clientes. Entre em contato!